Resenha: Sangue Quente – Issac Marion

sangue-quente-livro

 

“R é um jovem vivendo uma crise existencial – ele é um zumbi. Perambula por uma América destruída pela guerra, colapso social e a fome voraz de seus companheiros mortos-vivos, mas ele busca mais do que sangue e cérebros. Ele consegue pronunciar apenas algumas sílabas, mas ele é profundo, cheio de pensamentos e saudade. Não tem recordações, nem identidade, nem pulso, mas ele tem sonhos. Após vivenciar as memórias de um adolescente enquanto devorava seu cérebro, R faz uma escolha inesperada, que começa com uma relação tensa, desajeitada e estranhamente doce com a namorada de sua vítima. Julie é uma explosão de cores na paisagem triste e cinzenta que envolve a “vida” de R e sua decisão de protegê-la irá transformar não só ele, mas também seus companheiros mortos-vivos, e talvez o mundo inteiro. Assustador, engraçado e surpreendentemente comovente, Sangue Quente fala sobre estar vivo, estando morto, e a tênue linha que os separa.”

Skoob

Vou ser bem sincera, se fosse pela capa e pelo nome do livro e sinopse, eu não o leria. Então você deve estar se perguntando: por qual motivo eu li? Foi para entender o filme ” Meu namorado é um zumbi”.

Não assisti ao filme, e não sei se irei porque não foi uma história que me cativou tanto, mas olhando a programação do cinema para ir com o namorado, o nome me chamou atenção e foi assim que descobri o livro em questão.

O livro trata da história de R, um zumbi é claro, que vive em um aeroporto dominado por outros zumbis e os ossudos, que são zumbis sem “carne”. Ele é um zumbi “novo”, ainda  esta em seus primeiros estágios de “apodrecimento”.

O livro é narrado pelo próprio R, mas precisamente pelos seu pensamentos, porque zumbis não conseguem falar muito.

Zumbis, no caso deste livro, não se alimentam sempre, só quando acham que necessitam muito. R junto com seu amigo vi ate a cidade “caçar” comida e encontra um grupo de jovens ele mata Perry, e quando começa a comer seu cérebro lê em seus pensamentos que ele quer que Julie, sua namorada, seja salva. E R resolve salva-la.

O mais básico que posso contar sem soltar o livro todo é isso. R e Julie ficam juntos primeiramente pra salva-la, e posteriormente por amor.

O começo é bem chato, quase me fez desistir de ler, o meio já fica um pouco mais empolgante, mas o final é desastroso. Achei que faltou explicação no final. não ficou muito claro e termina sem dizer se acabaram os zumbis ou não.

Se pudesse recomendaria ler só o meio, porque o resto é terrível, foi o livro que mais consumiu paginas da agenda de anotações para que eu não me perdesse ao fazer essa resenha.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s