Resenha: Belo Desastre – Jamie McGuire

Belo Desastre

“Abby Abernathy é uma boa garota. Ela não bebe nem fala palavrão, e tem a quantidade apropriada de cardigãs no guarda-roupa. Abby acredita que seu passado sombrio está bem distante, mas, quando se muda para uma nova cidade com America, sua melhor amiga, para cursar a faculdade, seu recomeço é rapidamente ameaçado pelo bad boy da universidade. Travis Maddox, com seu abdômen definido e seus braços tatuados, é exatamente o que Abby precisa – e deseja – evitar. Ele passa as noites ganhando dinheiro em um clube da luta e os dias seduzindo as garotas da faculdade. Intrigado com a resistência de Abby ao seu charme, Travis a atrai com uma aposta. Se ele perder, terá que ficar sem sexo por um mês. Se ela perder, deverá morar no apartamento dele pelo mesmo período. Qualquer que seja o resultado da aposta, Travis nem imagina que finalmente encontrou uma adversária à altura. E é então que eles se envolvem em uma relação intensa e conturbada, que pode acabar levando-os à loucura.”

Skoob

Vai ser clichê, se tratando deste livro, mais é verdade, ele é simplesmente viciante. Tão viciante que comecei a  lê-lo ontem (04/03) por volta das 15:00 e o terminei de devora-lo ás 22:30 do dia 05/03.

Eu não parava de pensar no livro, no Travis Maddox, em como Abby poderia ser tão cega.

O livro é envolvente, muito bem escrito, intrigante, divertido, enlouquecedor  enfim, ele não é bem falado por sorte, ele é bem falado porque é perfeito.

Quem nunca pensou em conquistar o cara mais popular da escola, e não apenas isso, mas “doma-lo”?

Travis é o bad-boy sensível ao mesmo tempo que é engraçado e durão, um homem que pode ser facilmente real. Abby eu vejo como a “nerd”, que muitas vezes se esconde por trás de cardigãs e roupas certinhas com medo de “viver”, no sentido de se jogar sem se preocupar com os outros.

Este livro foi um misto de emoção em mais de 24 horas, ele me fez rir, me fez chorar, me fez refletir. Muitos dos parágrafos eu me imaginava, uma hora como Abby, em outras como América sua amiga. Consegui ver em Travis um durão com o mundo, mas um inseguro apaixonado, com medo de acordar de um sonho bom.

Estou mal de ter acabado a leitura, me arrisco a dizer, espero que esteja errada, que vai ser dificil um livro me envolver tanto esse ano. Se não tivesse uma fila enorme de espera, leria ele de novo.

Nem preciso dizer que recomendo demais, para qualquer um, e rezo para alguma produtor fazer um filme sobre este livro, quero ver se o Travis da minha imaginação, um Adam Levine mais musculoso, se concretiza.

Ah já ia me esquecendo, este livro tem uma continuação, na verdade será a história vista pelos olhos do Travis, e eu já virei fã enlouquecida de Jamie McGuire.

Bruna

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s