Resenha: A Senhora da Magia – Série As Brumas de Avalon- Marion Zimmer Bradley

A Senhora da Magia

 

“Neste enorme e emocionante romance, a lenda do rei Artur é contada pela primeira vez através das vidas, das visões e da percepção das mulheres que nela tiveram um papel central. Igraine, Viviane, Guinevere, Morgana. Elas revelam, com as suas vidas e sentimentos,a lenda de Artur, como se fosse nova de, ao mesmo tempo, levam o leitor a integrar-se na história, de maneira natural e profunda. Assim, esta obra proporciona uma narrativa soberba de uma lenda, e a recriação dessa lenda, bem como a brilhante contribuição para a literatura do ciclo arturiano.”

Skoob

Eu ia fazer a resenha em vídeo, mas toda hora que ia gravar me enrolava toda e não curtia o resultado, então farei depois que acabar o segundo livro, que já comecei a ler.

Acho que pelo menos alguma vez todo mundo já ouviu falar da lenda do Rei Arthur, que livrou a Bretanha, atual Grã-Bretanha, dos saxões.

Essa lenda têm duas versões: a dos Excaliburs que conta que o rei Uther Pedragon estava sendo perseguido por seus inimigos que armaram um emboscada para ele, e o mesmo fincou sua espada mágica em uma pedra e decretou que quem a retira-se seria o próximo rei.Muitos tentaram, sem sucesso. Enquanto isso Arthur, filho de Uther mais que foi criado por Ectório em uma batalha perdeu a espada de seu irmão Cai, e encontrou a espada de Uther na pedra e a retirou, levando ao seu pai adotivo, que depois de muitas guerras foi considerado o rei da Bretanha, eu resumi a história porque senão ninguém vai ler.

E a segunda versão é a tratada pelo livros da Marion Zimmer Bradley, a versão de Avalon, pode ser que eu escreva um pouco de spoiler, porque o livro é um pouco complexo para que eu explique sem os mesmos.

As Brumas de Avalon conta a história pela visão das mulheres da vida de Arthur: sua mãe Igraine, sua irmã Morgana, sua tia Senhora do Lago Viviane, sua tia Morgause e sua futura esposa Guinevere.

A história começa em antes do nascimento de Arthur, onde sua mãe foi entregue para casar-se com o Duque Gorlois, relacionamento no qual foi gerado Morgana.Viviane então tem uma visão de que Igraine casaria-se com o futuro rei da Bretanha, Uther Pedragon, e desse relacionamento nasceria o rei que libertaria não só a Bretanha dos saxões como também para unir os cristãos e os druidas.

Este primeiro livro não entra tanto na vida de Arthur porque ele só aparece quase no final, este livro é somente para contar a história de Morgana e de como Arthur chega ao poder.

A leitura é mais complexa, tem temas bem fortes em algumas partes, não é um livro para se ler junto com outros, porque senão algum detalhe pode passar despercebido, e fazer falta para o entendimento da história. O começo é lento, ele só melhora do meio para o final, mas um livro super recomendado,porque consegue te prender quando preciso.

Bruna

Anúncios

3 comentários sobre “Resenha: A Senhora da Magia – Série As Brumas de Avalon- Marion Zimmer Bradley

    1. Rodrigo,
      Avalon é um País de Druidas, uma religião antiga, da onde descende o Rei Arthur e sua família. É uma religião e local que os padres da época repudiavam.
      Espero que tenha entendido, tentei explicar sem contar muito da história.
      Bruna

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s