Resenha: Garoto encontra Garoto – David Levithan

Nesta mais que uma comédia romântica, Paul estuda em uma escola nada convencional. Líderes de torcida andam de moto, a rainha do baile é uma quarterback drag-queen, e a aliança entre gays e héteros ajudou os garotos héteros a aprenderem a dançar. Paul conhece Noah, o cara dos seus sonhos, mas estraga tudo de forma espetacular. E agora precisa vencer alguns desafios antes de reconquistá-lo: ajudar seu melhor amigo a lidar com os pais ultrarreligiosos que desaprovam sua orientação sexual, lidar com o fato de a sua melhor amiga estar namorando o maior babaca da escola… E, enfim, acreditar no amor o bastante para recuperar Noah!

O livro conta a história de Paul, um garoto gay que mora em uma cidade onde os habitantes aceitam muito bem a homossexualidade, pena ser uma cidade fictícia.

Um dia em um “passeio” á livraria, ele encontra com Noah, e sente algo diferente por ele logo de cara. Mas Paul tem um ex-namorado, que após acontecimentos ruins fica confuso com seus sentimentos,e acaba colocando em risco um relacionamento entre Paul e Noah.

Além dessa trama principal, temos histórias secundárias muito boas, como a do Tony,um amigo de Paul que a família não aceita sua opção sexual, e a história de Infinite Darlene a primeira quarteback transexual que eu já vi.

Os personagens e seus conflitos são tão palpáveis, tão reais que não tem como não se identificar, principalmente se você tem amigos(as) homossexuais.As tiradas engraçadas, principalmente vindo de Infinite Darlene dão uma leveza no enredo, e te prendem mais a leitura.

David conseguiu me conquistar ainda mais com esse livro, a escrita dele, a forma como ele aborda esse tema que para uma parte da sociedade é um tabu muito grande, é de tirar o chapéu literalmente.

Não é apenas uma historia de romance homossexual, é uma história de aceitar as escolhas do outro, de aceitar as pessoas como elas são, e entender que todos tem direito ao seu ” final feliz”.