Glee – The Quarterback

503Selects_05_620x350

Eu já falei de série aqui, Cracked e Lying Game, então resolvi falar sobre esse episódio específico de Glee.

Começando do início, eu comecei a assistir influenciada pela minha melhor amiga que era apaixonada pela série e me convenceu, e foi amor ao primeiro play.

De todos os casais que se formaram ao longo dessas 5 temporadas, foi uma quantidade boa se você analisar, o casal Rachel e Finn foi sempre o que mais me cativou, por ser o “cara” do time de futebol e a menina nem um pouco popular, típico “conto de fadas” moderno.

Quando o Cory morreu, eu estava viajando exatamente parada em um protesto na estrada, e comecei a mexer na internet para distrair. Foi quando encontrei a noticia na Globo.com e minha primeira reação foi falar: Não pode ser.

É muito difícil você ver uma pessoa tão nova,cheia de vida, com um talento imenso, morrer dessa forma. Acho que até eu assistir esse episódio, a minha ficha não tinha caído completamente, parecia que ele ia aparecer e falar que foi tudo uma pegadinha e o final dos meus sonhos aconteceria: Rachel e Finn casados.

Achei correto a atitude de não explicar a morte do Finn/Cory, porque não mudaria em nada, e é muito doloroso. A música que abre o episódio já deu o tom da homenagem: Celebração do amor em todos os sentidos.

As músicas escolhidas foram perfeitas, foi um dos poucos episódios que, na minha opnião, todas as músicas fizeram total sentido com a proposta, e todos cantaram com um sentimento, uma dor, que só de lembrar já começo a querer chorar novamente.

O episódio é uma homenagem linda a quem foi Cory/Finn, para mim o momento que mais senti foi a entrada da Rachel. Como essa mulher é forte,eu não aguentaria se estivesse no lugar dela, virei fã mais ainda.

Assistam sem medo, e façam como eu, em cada música lembre das passagens do Finn na série e de tudo que ele representava.

P.s.: Chorei horrores, fiquei inchada demais, vermelha e montei minha operação de guerra para esses momentos: fiz brigadeiro para depois, aconselho o mesmo.

Bruna

TAG: Séries

A internet aqui de casa ajudou, e eu consegui postar vídeo no YouTube.

A TAG foi feita pela Nine do Estante da Nine, e como sou apaixonada por séries também resolvi responder, as perguntas estão logo abaixo do vídeo. Se você for responder a tag também lembre-se de dar os créditos a Nine.

  1. Qual sua série favorita de todos os tempos?
  2. Qual seu personagem preferido de todos os tempos?
  3. Cite uma série que você viciou
  4. Cite um personagem que você tem algo em comum
  5. Cite uma série que todo mundo gostou (ou gosta) e você não
  6. Qual sua série favorita dos últimos tempos?
  7. Cite um protagonista que você não gosta, mas curte a série
  8. Você assiste alguma série brasileira?

É isso espero que gostem,

Bruna

Série: Cracked

Sabe quando você lê a sinopse da série, acha que vai gostar, então você baixa e esquece da bendita? Então isso vive acontecendo aqui, e com isso acabo assistindo a série quando já se passaram mais de 10 episódios.

cracked

Isso aconteceu com Cracked, que agora estou colocando em ordem. Eu baixo série via torrent por achar mais rápido, e no site onde pego o torrent vi sobre esta série e me interessei de imediato por trata de coisas que eu curto assistir: série policial e mentes psicologicamente até falei difícil agora afetadas.

A série trata da vida do detetive Aidan Black, que trabalhava para a SWAT até passar por um episódio traumático e ser transferido para um nova área intitulada ” Crimes e Crises Psicológicas  que trata basicamente de crimes causados por pessoas com algum transtorno psicológico, cam a ajuda de uma psiquiatra forense, um enfermeiro psiquiatra e mais uma policial.

A série é boa, explica sobre os transtornos, como as pessoas em crise vêem o mundo. O piloto não é tão bom, mas não desista, ela melhora muito com o passar dos episódios, eu que sou fã enlouquecida do canal ID estou fissurada.

 

Série: The Lying Game

The-Lying-Game-3-the-lying-game-tv-series-28068540-570-321

Não é de hoje que vários filmes são feitos baseados em livros, mas o que tem acontecido ultimamente é que além de filmes alguns livros estão se tornando séries de tv, na tv americana é claro.

Depois da adaptação da série de livros de Pretty Little Liars, a ABC resolveu apostar de novo nos livros de Sara Shepard e lançou a série The Lying Game no ano passado.

Como em PLL, The Lying Game tem um mistério central que envolve a trama e todos os seus personagens, quem seria a mãe das gêmeas Sutton e Emma.

No começo vemos que as mesmas não sabiam que eram irmãs, bem pequenas foram entregues para a adoção e nunca ficaram sabendo uma da outra. Sutton foi adotada por uma familia rica, e Emma ficou pulando de casa em casa, sempre sendo expulsa.

Quando descobrem elas decidem trocar de lugar, para que Sutton vá atrás da mãe delas e acabe logo com a farsa, mas Emma é diferente demais de Sutton, e aí começam os problemas das duas para segurar a farsa.

TLG_series_covers_featured_image

Nos EUA tem 6 livros já publicados dessa série, não vi ainda nenhum anuncio de editoras que irão traze-los para o Brasil. As capas quando juntas, uma ao lado da outra, forma um quadro com a foto das garotas, e eu amei isso.

Na internet é possível ver traduções livres disponíveis para quem não quer esperar e descobrir mais a fundo o segredo das gêmeas.

Bruna